01 fevereiro 2014

Marechal: amador 2014 não tem número de equipes definidas após o congresso técnico

Com ânimos um pouco exaltados e algumas indefinições, especialmente em relação ao número de equipes, aconteceu nesta sexta-feira (31/01), na sede da Liga Rondonense de Esportes (LRE), o congresso técnico oficial da Copa Colônia/ Cercar/ Prefeitura de Marechal Rondon, o Campeonato Municipal de futebol amador 2014.

Estiveram presentes na reunião dirigentes de 10 equipes: São Remo, atual campeão, Clube Lira, Assemar, Tintas Acquacor, Palmeiras de Ajuricaba, Corinthians de Margarida, 3AC/ Avante, Loteamento Augusto, além do Botafogo, que irá formar duas equipes. A AACC, dada como certa no Municipal, não foi representada no congresso. Em relação ao pré-arbitral, quatro equipes que eram tidas como certezas na competição não enviaram representantes: Grêmio Aimoré, AABB, DJ Esporte Clube e Novo Horizonte.

Com o número aquém do que os organizadores previam, ficou definido que até o dia 7 de fevereiro as equipes indecisas ainda poderão confirmar presença. Neste dia, às 19h30, também na sede da LRE, será feita uma nova reunião para definição da fórmula de disputa. A data do Torneio Início também já está marcada e será no dia 23 de fevereiro.

A grande discussão no congresso, como era esperado, foi com relação ao número de jogadores da lista por equipe. Após muitas opiniões levantadas por quase todos os dirigentes, ficou estabelecido o seguinte: cada equipe poderá contar com até quatro jogadores da lista (Corinthians, Botafogo e São Remo poderão ter mais que isso por terem ‘formado’ os atletas em 2013).

Outra decisão importante foi que cinco atletas nascidos no ano de 1995 que estavam na lista foram retirados da mesma (Marcelo Basi e Fabio Yuri, do São Remo; Carlinhos, do 3AC/ Avante; Alan da Silva, o Mato Grosso, do Loteamento Augusto, e Wesley Nascimento, o Paraguaio, do DJ Esporte Clube). Com isso a lista passou de 53 para 48 nomes.

No final da competição será feita uma lista de 33 nomes, com os três melhores de cada posição na edição deste ano, para que seja formada uma nova lista para 2015.

Com relação aos atletas ‘veteranos’ e ‘juvenis’, outra definição importante. Na classe acima de 35 anos, nenhuma alteração. Já sobre os mais novos, ficou estipulado que os jogadores nascidos em 1994 farão parte dos atletas ‘juvenis’, ou seja, em 2014 os dois atletas novos obrigatórios em campo serão da classe sub-20 (jogadores das classes 95/96/97 também entram nessa categoria).

Para poder participar do Municipal, os jogadores deverão comprovar que residem em Marechal Rondon até o dia 31 de janeiro caso haja alguma suspeita de que o mesmo não esteja morando no município. Outros tópicos levantados no pré-arbitral foram citados e tiveram suas definições, entre elas as seguintes:

Rifa

Também como ocorreu em 2013, novamente será feita uma rifa na qual o prêmio principal será uma moto 0km da Yamaha. Para este ano, contudo, houve uma mudança. Como a Yamaha Moto Náutica custeou o valor de R$ 3,800,00, e não o valor total da moto, as equipes terão que repassar a venda de 50 números ao valor de R$ 10,00 cada para a LRE, totalizando R$ 500,00. Para cada número vendido acima dessa quantidade, o clube ficará em 30% do valor.

Bolas e anuidade

Em decisão unânime, os representantes das equipes escolheram a bola da marca Kagiva para a competição deste ano. Cada bola custará R$ 80,00, dos quais R$ 30,00 serão repassados à LRE como uma espécie de apoio da empresa ao campeonato. Por outro lado, a equipe que atender a pedido do presidente Marilton Barcé a pagar a taxa anual de filiação no valor de R$ 350,00 antes do início do campeonato, irá receber como gratificação quatro bolas da Kagiva, que juntas somariam R$ 320,00 se compradas separadamente, quase o valor total da anuidade.

Gandulas

Para acabar com o problema da falta de gandulas nos jogos, a Liga Rondonense propôs que sejam ‘contratados’ jovens jogadores das escolinhas de futebol do município. O valor para quatro gandulas seria de R$ 80,00 em rodada dupla, e R$ 60,00 em rodada simples, valores estes que serão cobrados das equipes mandantes das rodadas que ficarem responsáveis pela copa.



(Olho na Bola)