02 junho 2014

Nei Victor demonstra preocupação depois do empate com Campo Mourão

Na noite deste sábado o Muffatão/Sol do Oriente/Cascavel Futsal empatou em casa com o LM/Casali/Campo Mourão/Fecam em 3x3.

Com 22 pontos, o Cascavel Futsal segue na vice-liderança a um ponto do Guarapuava, mas a exibição deste sábado causou muita preocupação nos responsáveis cascavelenses.

O jogo

O jogo começou equilibrado, sem grandes chances de gol, com 10 minutos jogados Guelé aproveitou uma desatenção defensiva e abriu o placar para o Campo Mourão. Ainda o time da casa digeria o gol e num chute do goleiro Babalú a bola encobriu Donny e foi parar no fundo das redes, aumentando a vantagem do Campo Mourão.

O Cascavel pressionou no final do primeiro tempo com goleiro linha, mas sem muito perigo.

Depois do descanso, os cascavelenses vieram mais determinados, pressionavam muito o gol de Babalú que ia fazendo grandes defesas, com dois minutos jogados e aproveitando um vacilo da defesa, Cadini marcou e diminuiu o placar. O gol animou o Cascavel Futsal que veio com tudo para o empate, pressionava muito, mas o goleiro ou, por vezes, alguma falta de sorte impediam o gol do empate. Mas também num chute de Donny o goleiro Babalú e Vini não se entenderam e Vini mandou para as próprias redes deixando tudo igual.

Se a pressão dos cascavelenses já era grande aumentou com o empate, mas o Campo Mourão se defendia e saia com perigo no contra ataque e faltando três minutos para o fim do jogo, numa jogada rápida, João Gabriel finalizou deixando o Campo Mourão na frente do placar.

O técnico Nei Victor veio com Issamu como linha gol e um minutos depois, numa jogada bem ensaiada pelos cascavelenses, Arrepio, num chute forte, deixou tudo igual.

O Cascavel Futsal forçou ainda a vitória com o linha gol, que poderia ter acontecido nos últimos segundos com Issamu a falhar na boca do gol, terminando o jogo num empate que castiga o mau primeiro tempo dos Cascavelenses e premia com um ponto o Campo Mourão, que precisando pontuar foi sempre uma equipe muito organizada, que criou muitas dificuldades ao Cascavel.

Preocupação

No final do jogo, o técnico Nei Victor se mostrava muito preocupado : "Não estou nada satisfeito. Não podemos ter exibições como de hoje. Somos um time que quer ser campeão. Se jogarmos isto que jogamos, essencialmente no primeiro tempo, sem dedicação, sem esforço, não vamos a lugar nenhum e isso não vou deixar. Ou mudamos a nossa atitude ou vamos ter de mudar muita coisa. Perder ou empatar faz parte do jogo, mas não ter vontade, não fazer no jogo o que treinamos a semana toda, isso não. São dois jogos seguidos em que jogamos muito mal. Falamos esta semana entre o grupo e nada mudou, então vamos ter de tirar conclusões".

"Eu como treinador sou culpado. Eu que escolhi, eu que treino. Mas, como responsável, também vou ser eu que irei tomar as medidas necessárias para sermos uma equipe competitiva, como sempre fomos. Aos torcedores, só posso pedir desculpas e dizer que podem ficar tranquilos que vamos voltar a ser o Cascavel Futsal que eles conhecem. Com muita raça, pressionando, jogando e dando muitas alegrias mantendo a nossa atitude, quem quiser assim vamos juntos. Quem não quiser que não nos atrapalhe," avisou o técnico.

O ala Cadini, que marcou o primeiro gol do Cascavel também estava insatisfeito: "Hoje não estivemos bem. Temos de trabalhar muito para mudarmos e voltarmos às vitórias. Mas o grupo vai reagir e vamos, com certeza, ainda dar muitas alegrias aos torcedores. Podem contar com isso," prometeu.

No próximo sábado, o Muffatão/Sol do Oriente/Cascavel Futsal joga fora da Neva, mas não saindo de Cascavel, já que irá enfrentar a ACF num clássico da cidade.

O elenco retorna aos trabalhos nesta segunda-feira às 16h30 no Ginásio da Neva. Na terça-feira os trabalhos se iniciam às 9 horas na Academia Twister e às 16h30 na Neva.



(Assessoria)