15 agosto 2014

Nacional x União: confira os pontos fracos e fortes das equipes


Está chegando a hora da grande final da categoria sub-21 entre Nacional e União no Campeonato Municipal de Futebol Amador de Santa Helena. O SHEsportes, para deixar todos a par das equipes e seus modos de jogar, fez um balanço dos clubes que estarão nessa final dos aspirantes. Foram levados em conta os pontos fracos, fortes e principais destaques das duas equipes. Confira abaixo:

Nacional

Ponto forte: Marcação no meio campo e jogadas laterais. O Nacional abusa das jogadas laterais. Com dois alas fortes, Silas e Botega, a equipe grená chega muito pelos lados do campo. A marcação do meio campo, com Rechinho, Marcos, Jean Ganso e André é ferrenha e têm dado trabalho as equipes adversárias.

Ponto fraco: bolas aéreas. Foi assim que o Nacional sofreu vários gols nessa competição e marcou apenas um. Na semifinal contra o Incas/Bundalelê foi de cabeça o gol de empate. Um dos melhores nesse quesito do lado grená, o volante Días, está suspenso e não jogará.

Destaques: O goleiro Calopsita, volante Rechinho e meia André. A equipe inteira é bastante equilibrada, mas certamente os principais nomes são esses. O goleiro Calopsita está e uma grande fase. Salvou o Nacional nas duas partidas da semifinal. Rechinho, apesar de não ter jogado muito o sub-21, pois atuava no livre, é considerado o melhor marcador da competição. O meia André é o que dá sustentação e velocidade ao meio campo grená. Corre e marca o jogo inteiro, é o motorzinho da equipe.

União

Ponto forte: meias e atacantes rápidos. Os passes velozes de Eder para Neguinho correr é a principal característica do tricolor da cidade. A rapidez com que a equipe puxa o contra-ataque já deu frutos positivos a equipe nesta competição. A cadência de Maiquinho e lucidez de Leandro, outros meias da equipe, são os principais pontos fortes da equipe.

Ponto fraco: Setor defensivo. Por mais que o União conte com grandes zagueiros como Ozéias e Matias, a equipe atua com um volante com característica de marcação, sendo o volante Cassiano. As laterais são consideradas as posições mais carentes do elenco, por isso a defesa se torna o setor mais vulnerável do tricolor.

Destaques: o goleiro Maxandro, o meia Eder e o atacante Neguinho. Praticamente o esqueleto da equipe. Maxandro tem sido um dos melhores arqueiros da competição, se a defesa falha, para no goleiro tricolor. Eder é o cara do meio campo do União. É dele a responsabilidade de ditar o ritmo de jogo da equipe. Neguinho é velocidade pura. Forte e muito rápido, é um pesadelo para a defesa adversária.

(Colaboração de Eder Spazzini)

2 comentários: