17 outubro 2014

Liga Futsal: Copagril perde para o Corinthians e fica em situação delicada

Na noite desta quinta-feira (dia 16), a equipe da Copagril/Sempre Vida/Marechal Cândido Rondon foi derrotada pelo S. C. Corinthians Paulista, no ginásio do Parque São Jorge, em São Paulo-SP, por 6x4. O resultado deixou o time paranaense em uma situação complicada dentro do grupo B da segunda fase da Liga Futsal. Em dois jogos disputados, Copagril e Concórdia-SC ainda não pontuaram, diferente de Corinthians e Krona/Joinville-SC, que já somam seis pontos e lideram a chave.

Com os resultados do grupo, Copagril e Concórdia farão um duelo de vida ou morte no próximo domingo, dia 19, no estado de Santa Catarina. Quem vencer mantém viva a chance de classificação. Quem perder fica, praticamente, sem chances de avançar para as quartas-de-final.

O jogo

No primeiro tempo, foi o Corinthians quem dominou as ações. Em cobrança de falta, o ala Neto (que fazia seu primeiro jogo diante da torcida corinthiana), tocou para Simi abrir o placar. Logo depois, Betão recebeu no ataque, girou sobre Marlon e ampliou para 2x0.

Ainda na primeira etapa, a Copagril marcou seu primeiro gol, com Rafinha Müller acertando uma bomba, depois de passe de Daniel. Mas no fim da primeira etapa, Simi bateu sem ângulo e venceu o goleiro Quinzinho, fechando o placar do primeiro tempo em 3x1.

No começo do segundo tempo, a Copagril tentou uma reação, empatando o jogo com gols de Marlon (que acertou um chute forte depois de passe de William) e Parrel (que concluiu jogada coletiva de contra-ataque). Mas aos seis minutos do segundo tempo, os paranaenses cometeram a quinta falta e ficaram 'pendurados' no jogo.

O Corinthians foi para cima e Joãozinho marcou o quarto dos donos da casa. Logo depois, a Copagril cometeu a sexta falta e, na cobrança do tiro-livre, Simi ampliou. Segundos depois do quinto gol, Neto marcou o seu, aumentando a vantagem para 6x3.

Com o resultado adverso, restou à Copagril arriscar o goleiro-linha. A jogada deu resultado e Rafinha marcou pela segunda vez na noite, diminuindo a vantagem para 6x4. Logo depois do quarto tento paranaense, Rafinha chutou para a meta e o fixo Schumacher salvou o lance com o braço, mas a arbitragem não marcou o que seria um pênalti à favor dos paranaenses.



(Clique Esporte)

0 comentários:

Postar um comentário