02 dezembro 2014

Chave Ouro: técnico Nei Victor defende o fim do goleiro-linha no futsal

O técnico Nei Victor, do Muffatão/Sol do Oriente/Cascavel Futsal, é muito conhecido no mundo do futsal por suas conquistas. Só na Chave Ouro foram cinco títulos, além de chega à sua quinta decisão consecutiva. Mas além de ser conhecido pelas vitórias, o treinador da equipe cascavelense também é muito conhecido por suas declarações polêmicas. Durante a semifinal do estadual, Ney Victor afirmou em entrevista à Rádio Onda Sul, de Francisco Beltrão, que a Liga Futsal é um “campeonato mentiroso”. No último sábado (29), depois do primeiro jogo da decisão, o técnico voltou a polemizar: desta vez, colocando em xeque a utilização do goleiro-linha na modalidade.

No jogo, disputado no ginásio da Neva, os cascavelenses abriram dois gols de vantagem, mas no final do segundo tempo, o time de Guarapuava conseguiu empatar, depois que o técnico Baiano (que também é pentacampeão estadual) colocou o ala Danilo Baron como goleiro-linha.

“Na verdade o Cascavel jogou melhor, mas não converteu isso em resultado, né?! Então acabou cedendo o empate aí com o goleiro-linha, que é maior bobeira do futsal mundial ultimamente, este tal de goleiro-linha. Tem que acabar com isso, os times têm que ter qualidade para ganhar no tempo, no jogo de jogador um para outro. As pessoas acham que eu sou louco, mas não é louco, não. Isso aí é injustiça no futsal. Um time joga bem mais, aí vem com o goleiro-linha, não fez nada no jogo inteiro e daí acaba empatando.”

O detalhe é que a uma das características mais marcantes do Cascavel Futsal, nas últimas temporadas, foi justamente a utilização do goleiro-linha, principalmente com o goleiro Deivd, que atualmente defende a equipe do Corinthians.



(Clique Esporte)

0 comentários:

Postar um comentário