02 fevereiro 2015

Aimoré, de Moacir, arranca empate com Novo Hamburgo

Novo Hamburgo e Aimoré, do atacante santa-helenense Moacir Wilmsen, o Paraguaio, fizeram o melhor jogo da primeira rodada, ao menos entre os times do Interior. O clássico do Vale do Sinos terminou empatado em 2 a 2, com uma reação impressionante dos visitantes. Apelidado de Galácticos do Vale, o Novo Hamburgo partiu para cima logo no início, e deu mostras de que iria fazer prevalecer o favoritismo jogando em seu estádio. Pressionando, criou as primeiras chances.

Numa delas, o centroavante Leandrão aproveitou. Aos 18, abriu o placar, de cabeça. Menos de cinco minutos depois, o camisa 9 ampliou. Naquela altura, a clara impressão da partida é de que o Novo Hamburgo venceria com tranquilidade. Mas a gurizada do Aimoré resolveu mudar o cenário, em dois minutos. Aos 37, o jovem Colissi descontou, e aos 38, Mikael deixou tudo igual.

Dali em diante, o clássico ficou maluco. Enquanto o Novo Hamburgo tentava impor seu futebol mais acadêmico, com jogadores como Magrão, o Aimoré arriscava nos contra-ataques, quase sempre nos pés de do santa-helenense Moacir. Os goleiros Marcelo Pitol e Rafael Dal Ri acabaram sendo destaques, e impediram a marcação de mais gols.

— Demos uma relaxada no jogo, achamos que já estava ganho. O 2 a 0 é um placar perigoso — comentou o atacante Luís Mário.

Já Rennan Oliveira comemorou a reação:

— Tomamos dois gols de bola parada, mas soubemos voltar para o jogo e alcançar o empate.

0 comments:

Postar um comentário