25 fevereiro 2015

Copagril estreia com empate na Copa Cataratas

Copagril/ Sempre Vida/ Penalty e LEM/ Vento em Popa (BA), abriram nesta terça-feira (24/02), no ginásio Costa Cavalcanti, em Foz do Iguaçu, a 3ª Copa Cataratas de Futsal, torneio preparatório que envolve oito equipes, sendo sete brasileiras e o argentino San Lorenzo. Em um duelo bastante movimentado, as duas equipes ficaram no empate por 4 a 4.

O jogo

Com alguns nomes conhecidos do futsal brasileiro, como o fixou Marinho (ex-Orlândia), o ala Douglas (ex-Umuarama) e os pivôs Dilvo e Indião, o Vento em Popa começou agredindo o time rondonense, e teve a primeira boa chegada da partida, com Dilvo, que driblou Valença e mandou uma bomba no travessão. A resposta da Copagril foi fatal. Aos 5’, o pivô Barbosinha, que havia entrado há poucos instantes, recebeu na esquerda, passou por dois defensores e bateu sem chances para o goleiro Jhonatan, fazendo o primeiro gol da Copa Cataratas.

O empate do time baiano veio com Douglas, aos 12’, escorando chute cruzado de Eli na segunda trave. Ainda antes do intervalo, o capitão Marinho deixou o Vento em Popa com um jogador após ser expulso por reclamação. Em seguida, Guerra sofreu a sexta falta da Copagril. Rafinha Muller cobrou com perfeição e fez o segundo gol rondonense.

Na etapa final os baianos voltaram mais ligados e empataram com Índio, completando cobrança de escanteio. Aos 8’, a Copagril fez o terceiro, novamente com Rafinha Muller, finalizando duas vezes no mesmo lance. Pouco depois, o Vento em Popa igualou o marcador pela terceira vez. Após cobrança de falta, Melão tirou Djaelson da jogada e chutou firme para vencer João Neto: 3 a 3. A virada do time de Luis Eduardo Magalhães não demorou para acontecer. O pivô Dilvo recebeu sozinho na cara do goleiro rondonense e não perdoou sua ex-equipe.

Atrás do placar, o técnico Juninho lançou o capitão Valença como goleiro-linha restando sete minutos para o fim do jogo. Na base da pressão, Guerra foi derrubado pelo goleiro Jhonatan dentro da área. Pênalti. O próprio camisa 14 pegou a bola e deslocou o arqueiro baiano para deixar tudo igual em quatro gols.



(Olho na Bola/Foto: Christian Rizzi/Frontpress)

0 comments:

Postar um comentário