15 abril 2015

Santa Helena: Secretaria de Esportes apoiará academias de artes marciais

As escolas de artes marciais de Santa Helena terão apoio da Secretaria de Esportes e Lazer (SMEL). Um encontro aconteceu ontem com o Secretário Marco Damke e o diretor do Departamento de Esportes Paulo César Zembrzuski com a presença dos instrutores da Academia Dragão Negro, Rafael Glenn e Andrea dos Santos, do CT Senshi N1, Marlon Mine e da Capoeira, Jair Hartmann.

Na ocasião Damke se colocou a SMEL a disposição das academias, para firmar futuras parcerias em competições. O auxilio será com o pagamento das inscrições para campeonatos, transporte, estadia e alimentação dos atletas. O secretário ressaltou que será organizado o calendário de eventos cada academia de Santa Helena. Segundo Marco Damke, a ideia é acertar cada vez mais essa parceria.

- A ideia é uniformizar nossas conversas para que os atletas que praticam as artes marciais tenham o apoio que merecem. A conversa foi muito boa e também as sugestões dos instrutores. Sabemos que hoje as artes marciais são muito praticadas em Santa Helena e desde o ano passado nós vínhamos pensando em uma forma de apoiar o esporte e as academias. As academias podem contar com o apoio da secretaria – ressaltou Damke.

As artes marciais vêm em uma crescente muito grande e colocando Santa Helena em evidência. Uma dessas academias destaques é a Centro de Treinamento Senshi N1 que conta com quase 20 atletas competidores. Para o instrutor do Marlon Mine, o principal problema enfrentado pelos atletas nas competições é a longa distância. Mine destacou que o apoio do poder público é fundamental para o fortalecimento do esporte em Santa Helena.

- Nosso esporte vem crescendo. Viemos representando Santa Helena em várias competições, com muitos atletas e os resultados estão aparecendo. Muitas vezes não temos condições de bancar os atletas para participar dos campeonatos e os patrocínios não são suficientes, por isso é muito importante o apoio do poder público – comentou Marlon.

A principal contrapartida das academias de artes marciais é a representatividade que os atletas darão à Santa Helena, levando o nome do município para competições de nível estadual, nacional e internacional. Segundo a instrutora da Academia Dragão Negro, Andréa dos Santos, as escolas sempre carregaram o nome da cidade em varias competições, também mostrando os excelentes atletas que há em Santa Helena.

- Nada mais justo do que o município apoiar, na medida do possível, as academias de artes marciais de Santa Helena. Sabemos que hoje o esporte, apesar de seu crescimento, não tem um auxilio tão forte de empresários. Com essa ajuda do poder público poderemos ter uma maior tranquilidade quanto a participação de eventos esportivos – comentou Andréa.



0 comentários:

Postar um comentário