28 maio 2015

Em assembléia, sócios votam contra venda do Estádio Beira Lago

Por 13 votos a 10, os sócios do Clube Incas decidiram que o Estádio Beira Lago não será vendido. A venda do estádio estava praticamente sacramentada. Já havia até mesmo um comprador apto a pagar os R$ 700 mil reais pedidos pela diretoria. Mas a assembléia realizada ontem, por conta da importância do assunto que seria discutido, mobilizou sócios que estavam afastados dos trabalhos do clube, que foram fundamentais para que a decisão de não vender o estádio fosse concretizada.

A atual diretoria, presidida à quatro anos por Raquel Steffens, defendia a venda do estádio, para ter verbas para investir na sede social do clube. Sua gestão segue até o mês de agosto e dificilmente seguirá à frente dos trabalhos. Hoje pela manhã, em seu perfil no facebook, Raquel postou um texto expondo sua opinião sobre a assembléia de ontem. Ela destacou que o intuito era inovar, renovando, revitalizando e resgatando a sede do clube. Confira a postagem:

Bom dia amigos! Ontem à noite realizou-se a Assembléia Geral Extraordinária do Clube Clube Sócio Cultural e Esportivo Incas que votou por não vender a Chácara onde hoje se localiza o Estádio Beira Lago. Por proposta da diretoria a opção pela venda era com o intuito de inovar, renovar, revitalizar e resgatar a sede do clube que está deteriorada e precisando de reparos e adaptação às leis para que possa funcionar, a ideia era climatizar, aumentar, adaptar, construir novos banheiros, nova fachada, com arquitetura moderna, enfim, mas infelizmente por maioria dos votos essa não foi a vontade dos associados. Assim, por hora mantemos à estrutura nas condições que se encontra para que uma próxima diretoria seja arrojada e competente o suficiente para resgatar esse patrimônio tão importante para nosso Município de Santa Helena.

Essas são as palavras da Presidente Raquel Steffens: "Todo empenho, dedicação, determinação e amor à essa bandeira foram despendidos. Respeito a decisão da maioria, sinto por elas, pois as intenções dessa diretoria eram as melhores. Fico chateada pelos eventos, pela credibilidade e pelo trabalho realizado acaso não haverão outros dedicados por realizá-los... Mas, a vida é assim, como dizem às sábias palavras de Martha Medeiros: "Encerro um ciclo, não por causa do orgulho, por incapacidade ou por soberba, mas porque simplesmente àquilo já não se encaixa mais na minha vida. Fecho a porta, mudo o disco, sacudo a poeira, limpo a casa. Deixo de ser quem eu era e me transformo na pessoa que sou".

Até o mês de agosto encerra-se o mandato da atual diretoria, e nossa parte fizemos. Obrigada à todos os amigos que dedicaram seu carinho, sua atenção ouvindo nossa história, incentivando, apoiando e acreditando junto com a gente, a todos os patrocinadores que incansavelmente nos ajudaram na realização dos eventos, aos colegas da diretoria que confiaram em mim como presidente dessa entidade, aos sócios que sempre expressaram sua gratidão pelos projetos realizados, a toda comunidade que prestigiou os eventos, e em especial, obrigada à minha família que junto comigo arregaçou as mangas e trabalhou junto nesse projeto e a Deus e minha Santa Protetora Nossa Senhora de Fátima que sempre me deu coragem para continuar mesmo quando fui criticada.

"Que o amor cure. Que a vontade supere. Que a coragem resista. Que o medo desista. E que apesar de tudo, a paz sempre prevaleça" Erica Gaião.

0 comentários:

Postar um comentário