03 agosto 2013

Bola fora: Depois de liberação, CBFS veta Sixel e frustra o Guarapuava



O time do Poker/Agrária/Dalba/Guarapuava Futsal não poderá contar com o pivô Rafael Sixel (ex-Petrópolis-RJ) para a disputa da reta final da Liga Futsal. Embora o nome do atleta tenha aparecido como liberado no site da Confederação Brasileira de Futsal (CBFS) na tarde de quinta feira (dia 1º de agosto), o jogador não poderá ser aproveitado já que as inscrições na Liga Futsal se encerraram no dia 30 de julho.

Segundo o presidente do CAD, José Valter Liberato, o clube tentou aproveitar uma brecha no regulamento para inscrever o atleta: como o processo de liberação foi iniciado antes do dia 30, a transferência poderia ter validade, no entanto, segundo o dirigente, esta exceção na regra só vale para jogadores vindos do exterior. Com isso a CBFS cassou a liberação do jogador na manhã desta sexta feira (dia 2) e frustrou os planos do clube guarapuavano (clique aqui para ouvir a entrevista concedida à Rádio Cultura).

Como as inscrições na Chave Ouro também já estão encerradas (desde o final da primeira fase), o clube guarapuavano se viu obrigado a cancelar seu vínculo com o jogador que, após ser apresentado na quinta feira, foi dispensado no dia (segundo informações, o futuro de Sixel poderá ser o futsal catarinense ou o retorno para seu estado natal, Rio de Janeiro).

Agora o time de Guarapuava se prepara com os jogadores que já estavam no clube para os decisivos da segunda fase da Liga Futsal e do Triangular da Morte, que define a equipe rebaixada para a Chave Prata de 2014.

O próximo jogo será nesta segunda feira (5), quando o Poker receberá o Umuarama, no Joaquinzão, pela Liga Futsal. Ingressos já estão a venda nos preços de R$ 14,00 (inteiro) e R$ 7,00 (meio ingresso).

(Márcio Nei)