29 agosto 2013

Depois de derrota, diretoria do Campo Mourão cobra reação



Os próximos dias serão de ajustes na Lojas LM/Casali/Campo Mourão/Fecam, que apesar da derrota por goleada em Maringá na noite da última terça-feira (27), segue confiante quanto a classificação para as quartas de final do Campeonato Paranaense de Futsal Chave Ouro.

O elenco se reapresenta à comissão técnica na manhã desta quinta-feira (29), e de cara será submetido a uma conversa franca com a diretoria do clube, que pretende cobrar explicações sobre os fatos ocorridos em Maringá e resultados positivos nos últimos dois jogos que faltam para completar a segunda fase. No dia 06 de setembro o tricolor encara fora de casa o Umuarama e no dia 15 fecha o segundo turno da segunda fase em casa contra a ACF de Cascavel.

Para o presidente da Associação Campo Mourão Futsal (ACMF), Miguel Pedro Abudi Junior, é hora de juntar os cacos mas, sobretudo, de ter personalidade e profissionalismo para dar a volta por cima. “Já conversamos com a comissão técnica e agora vamos conversar com o grupo. Queremos uma resposta dentro de quadra imediatamente, até porque só temos dois jogos que serão decisivos para nossa classificação. O que aconteceu em Maringá foi um falto isolado, um acidente que não pode se repetir”, afirma Abudi.

Já o técnico Marcio Rinaldo, enxerga o momento como oportunidade para o fortalecimento da equipe e do trabalho realizado. “Foi um infeliz acidente de percurso. Vamos digerir essa derrota e aprender com nossos erros. Tenho certeza que o grupo vai dar a volta por cima e vamos buscar essa classificação com muita personalidade. A cobrança da diretoria é natural, tem que haver mesmo, e vamos dar essa resposta com maturidade dentro de quadra, por meio de muito trabalho. Estamos de cabeça erguida e o elenco segue tendo toda minha confiança”, garante o treinador.

O ala/fixo Piliu, um dos mais experientes do elenco mourãoense, valoriza a união do grupo como principal ferramenta para o caminho da superação. “ Temos que nos fechar mais ainda e acertar os detalhes. Se éramos unidos até essa derrota temos que nos unir mais ainda. Estamos com o sinal de alerta ligado e é nossa obrigação não deixar essa classificação escapar agora”, diz o jogador.

(Assessoria)