14 outubro 2013

Água Verde levanta a taça de campeão 2013

O Clube Água Verde de Moreninha sagrou-se campeão do Campeonato Municipal de Futebol Amador de Santa Helena. O título veio após vencer o Celeste em Moreninha. O artilheiro da competição também ficou em Moreninha. Tido com 11 gols foi o goleador. A defesa menos vazada foi para o Real de São Roque.

No tempo normal, o clube de Moreninha superou o de Vila Celeste por 1x0 com gol de pênalti, anotado por Andrinho. Com a vitória do Água Verde no tempo normal, a decisão por para a prorrogação. No tempo extra, o Água Verde venceu novamente por 1x0, com gol contra de Jean Varnier e levantou a taça de campeão municipal 2013 para festa da torcida que lotava o Estádio Guilherme Menegari.

Crônica

O Água Verde foi com tudo para cima do Celeste para vencer no tempo normal e forçar a prorrogação, mas esbarrava na defesa, que estava bem postada. Tido e Kinha tinham dificuldades em passar pelos marcadores e a saída estava pelos lados do campo.

Se a defesa do clube de Vila Celeste estava bem, o técnico Luis Kuhn teve um problema no ataque logo no começo. Mariel, com poucos minutos em campo, saiu machucado e em seu lugar entrou o zagueiro Rubão. Márcio, goleiro do Celeste também trabalhava e a cada bola levantada na área era um sufoco para a defesa dos visitantes. Virlei, Tigrinho, Veto e Tido eram um perigo para a meta celestina.

No entanto, os marcadores do Água Verde se viravam nos 30 quando Tales, atacante do Celeste pegava na bola. Rápido e perigoso, Tales partia para cima dos jogadores alviverde que raramente o paravam na bola, sempre com falta.  E faltas eram uma das armas do Celeste, que nos pés de Sandro Barth se transformavam em perigo. Em duas oportunidades, o camisa 10 quase guardou dentro das redes.

No segundo tempo, o Água Verde veio ainda com mais força para cima do Celeste para tentar vencer. Mas quem assustou primeiro foram os visitantes. Em um chute de fora da área, Tales carimbou o travessão de Mussum, no rebote a zaga do alviverde afastou.

Minutos depois, o marcador foi inaugurado. Em um lance pelo lado esquerdo da defesa do Celeste. Rubão foi afastar, se enrolou com a bola e dividiu com Kinha e ambos caíram. A bola sobrou limpa para a zaga celestina com Nani. Quando Kinha se levantou para tentar roubar a bola da Nani, Rubão, ainda no chão levantou o pé e derrubou o atacante do Água Verde dentro da área, cometendo pênalti, anotado pelo arbitro da partida. Na cobrança, Andrinho colocou no canto esquerdo de Márcio, que pulou no canto direito e abriu o placar, 1x0 Água Verde.

A medida em que a partida se aproximava para os minutos finais a apreensão aumentava, pois um gol dos visitantes dava o titulo ao Celeste. Mesmo com a pressão nos últimos instantes o jogo terminou em 1x0 para os donos da casa e a decisão foi para a prorrogação.

As câimbras já tomavam conta dos atletas de ambas as equipes e a prorrogação iniciou. Logo no início Burdog enfiou uma bola açucarada para Kinha que se atirou e chutou cruzado para grande defesa de Márcio, que ainda soltou a bola, mas conseguiu pega-la novamente.

Logo depois, Virlei fez grande jogada individual pela esquerda e cruzou rasteiro. Jean Varnier, na tentativa de cortar a bola se jogou ao encontro da redonda e empurrou ela para o fundo das redes, 1x0 Água Verde e o título ficando em Moreninha.


O Celeste foi com todas as forças para cima, mas não conseguir passar pela excelente zaga do Água Verde, que fez uma partida impecável. Ao final dos trinta minutos, o juiz apitou pela última vez e ai só foi soltar o grito de campeão para o delírio da torcida aguaverdense. O título voltou para as mãos do Água Verde depois de um ano. Em 2011 o Água Verde também havia conquistado a taça do municipal em seus domínios.