25 abril 2014

Chave Ouro terá rodada cheia no próximo sábado

A sexta rodada do Campeonato Paranaense de Futsal, Chave Ouro, terá seus seis jogos disputados no próximo sábado (dia 26 de abril). Das treze equipes que participam da principal competição do salonismo estadual, apenas o Ciagym Maringá não entrará em quadra. O time da Cidade Canção volta a jogar no dia 2 de maio, em Paranavaí, contra a São Lucas/Grupo Ivo.

Poker/Guarapuava Garden Shopping/Leve x Umuarama Futsal

Na luta pelo topo da classificação, as equipes do Poker/Guarapuava e do Umuarama Futsal medem forças no ginásio Joaquim Prestes, em Guarapuava, a partir das 20h30. O time guarapuavano é o atual líder, com 12 pontos e busca a quinta vitória para se manter na ponta. O time de Umuarama tem três pontos a menos que o rival e vislumbra a chance de se igualar em pontos ao adversário.

Se depender dos últimos resultados entre as duas equipes, o clássico deverá ser equilibrado. Em 2013, Guarapuava e Umuarama se enfrentaram quatro vezes, empatando em três ocasiões.

Os guarapuavanos não poderão contar com artilheiro da equipe: Marquinhos (5 gols) cumpre suspensão pelo terceiro cartão amarelo. O goleiro Danilo e o pivô Bruno Petry, que se recuperam de lesões, também ficam de fora. O ala/pivô Simi, que ainda não conseguiu sua transferência internacional, entrou na Justiça para conseguir a liberação de seu último clube na Itália. Os demais jogadores deverão estar à disposição do treinador Baiano.

Do lado do Umuarama Futsal, o fixo Schineider, que levou cartão vermelho contra o Foz Cataratas, desfalca sua equipe.

Muffatão/Sol do Oriente/Cascavel x Cresol Marreco Futsal

Outro jogo importante na luta pelas primeiras colocações será Cascavel x Marreco Futsal, às 19h30, no ginásio da Neva. A Serpente divide a liderança com o time de Guarapuava, mas leva desvantagem no saldo de gols. Já o Marreco está em quinto lugar (7 pontos) e pode encostar no pelotão dos líderes em caso de vitória fora de casa.

A equipe beltronense vem de bons jogos longe de sua torcida. Na primeira rodada, o Marreco venceu a Copagril (2x1), em Marechal Cândido Rondon, e na terceira rodada, empatou com o Keima/Operário (3x3), na cidade de Tibagi.

Já o Cascavel tentará manter o 'embalo' mesmo com (pelo menos) quatro desfalques: Thiaguinho, Arrepio, Weslei e Cadini estão entregues ao departamento médico. Guilherme e Diego, que sentiram pequenas lesões durante a semana, são dúvidas. Por isso, a diretoria cascavelense está convocando sua torcida para fazer a diferença na Neva e ajudar manter o time na liderança.

LM/Casali/Campo Mourão/Fecam x Copagril/Sempre Vida/MCR

Na cidade de Campo Mourão, o time local, que assim como o Marreco soma sete pontos, tentará parar a equipe que é a atual campeão paranaense, a Copagril, de Marechal Cândido Rondon. Para isso, o técnico Márcio Rinaldo terá força máxima em quadra, com a volta do pivô Viníius, recuperado de lesão.

Do lado da Copagril, o objetivo será o de superar a falta de ritmo. O último jogo oficial da equipe foi no dia 10 de abril, na vitória de 6x3 sobre o time de Nossa Senhora do Amparo-PI, pela Taça Brasil de Clubes, disputada no interior do Ceará.

O time rondonense, inclusive, é o que que menos jogou pelo estadual: foram apenas dois jogo até agora. Com isso, a Copagril perdeu posições e saiu da zona de classificação (11º lugar, com 3 pontos). No mês de maio, a equipe realiza os jogos 'atrasados', o que deverá normalizar sua situação na classificação.

Foz Cataratas x Keima/Operário Futsal 

No ginásio Costa Cavalcanti, em Foz do Iguaçu, a equipe do Foz Cataratas tenta retomar o ritmo das primeira partidas do estadual jogando contra o Keima/Operário, da cidade de Ponta Grossa, a partir das 20h30. O time iguaçuense estreou com uma goleada de 8x0 sobre a ACF, depois empatou duas vezes e foi derrotado na rodada passada, pelo Umuarama Futsal.

Para voltar a pontuar na competição, o Foz Cataratas terá dois reforços contra os ponta-grossenses: os jogadores Rodolfo e Grafitti se recuperaram de contusões e voltaram a treinar, estando à disposição do técnico Luciano Santos. Por outro lado, a ausência certa será do pivô Douglas Jesus, que cumprirá suspensão por expulsão na partida contra o Umuarama.

Ao contrário do adversário, o Keima vem de vitória depois de ter um começo ruim na competição. O placar de 5x2 frente a equipe de Clevelândia, levou a equipe a quatro pontos (apenas um a menos que o Foz). Assim, se vencer na Fronteira, o time de Ponta Grossa deixará para trás um adversário direto na classificação.

O técnico Márcio Borges, do Keima, não poderá contar com os jogadores Edson Cabeça e Tato. Ambos cumprem suspensão depois de levar o terceiro cartão amarelo.

AEC/Camifra/RPInfo x Notável/Ampére Futsal

Às 20h30, no ginásio Antônio Mariano Zardo, em Clevelândia, as equipes da AEC e do Ampére revivem o duelo que decidiu o título da Chave Prata do ano passado. Neste início de Chave Ouro, as duas equipes vão em busca de recuperação.

Os amperenses somam seis pontos, mas vêm de duas derrotas seguidas. Já na AEC, a situação é dramática. O time ainda não pontuou no estadual e divide a lanterna com a ACF. A esperança é que, jogando em casa, a torcida clevelandense faça a diferença e o time conquiste seus primeiros pontos na Chave Ouro. As duas agremiações não terão desfalques de ordem disciplinar.

ACF Futsal x São Lucas/Grupo Ivo

Em Cascavel, acontece outro jogo de equipes que buscam recuperação. No ginásio São Cristóvão, a Associação Cascavelense de Futsal (ACF) recebe a São Lucas/Grupo Ivo, com o objetivo de amenizar a crise que se instalou no clube desde a estreia na Chave Ouro.

A ACF ainda não pontuou e, além de estar com a pior campanha da Chave Ouro, seu ex-presidente foi detido em uma ação da Polícia Federal, acusado de golpes contra empresas da cidade. Uma nova diretoria assumiu provisoriamente, mas os salários atrasados levaram vários jogadores a deixar o clube. A ACF promoveu uma peneirada durante a semana para buscar novos atletas, que deverão jogar, à princípio, sem receber salários.

Já a São Lucas, que não tem nada com isso, vai para Cascavel tentando se aproveitar do clima conturbado do adversário para se recuperar na classificação. O time de Paranavaí está no limite da zona de classificação, com quatro pontos.

A São Lucas não poderá contar com Jhonatas, suspenso. Já a ACF poderá ter um time bem reduzido, principalmente se não houver tempo hábil para a inscrição dos novos jogadores que foram selecionados na peneirada desta semana.



(Clique Esporte)