01 abril 2014

Modalidade criada no Paraná é oficializada por Ministério

O sábado de aniversário de Curitiba foi especial para o esporte paranaense, que na Praça Oswaldo Cruz viu a oficialização do futsac como esporte agora reconhecido pelo Ministério dos Esportes. Paralelamente à cerimônia, ocorreu o primeiro Campeonato Brasileiro de Futsac.

O evento contou com a presença do idealizador do esporte, o curitibano Marcos Juliano Ofenbock. A modalidade desenvolvida por ele mistura futevôlei com tênis (o desenho da quadra) e é jogado com uma bola de crochê em formato de saco.

O criador teve a ideia quando retornou de um intercâmbio na Austrália, em 1998. Na Oceania, entrou em contato com o footbag (jogo corporativo – não tem vencedor – que tem por objetivo manter uma pequena bola no ar por meio de chutes) e ao chegar ao Brasil, teve a ideia de apresentar aos amigos o futebol de saco. Inicialmente, deu o nome de footsack, mas foi na versão aportuguesada para futsac que a prática se difundiu.

O esporte pode ser jogado na modalidade individual ou em duplas e é jogado em uma quadra de 5 metros de largura por 10 metros de comprimento, com uma rede divisória de 1,5 metros de altura. O objetivo é derrubar a bola no lado adversário. O jogo não permite o uso das mãos e cada participante pode tocar duas vezes na bola. O vencedor sai em melhor de três sets de 21 pontos corridos cada.

Além de uma modalidade esportiva o futsac também é uma grande ferramenta de geração de emprego e renda, graças à bolinha produzida em crochê. Para a produção das bolinhas, foi criada a Associação Curitibana de Crochê, que é formada por mulheres que as confeccionam manualmente, gerando trabalho e dando uma nova fonte de renda para suas famílias. Atualmente são 50 mulheres associadas e mais de 300 cadastradas.

Longo caminho

O caminho para o futsac chegar até o reconhecimento oficial foi longo para Marcos Juliano Ofenbock, que durante cinco anos estudou livros sobre esporte e investiu parte de herança para fortalecer o sonho de transformar o futsac em realidade. Em 2007 organizou e foi o vencedor do primeiro campeonato da história, com 14 participantes. A grande evolução viria no ano seguinte, com o primeiro Campeonato Brasileiro, realizado de forma experimental em Itapema (SC), local onde o esporte se tornou popular.

A partir daí o futsac ficou conhecido também no Rio Grande do Sul e facilitou bastante o sonho da oficialização, pois o Ministério do Esporte requer a existência de três federações para reconhecer uma modalidade. Hoje esse esporte conta com federações nos estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, além da sua Confederação Brasileira. A ideia de Ofenbock agora é tornar a modalidade conhecida em todo o Brasil, além divulgar divulgá-la também em outros países.



(O Presente)