26 maio 2014

Chave Ouro: Na reta final da primeira fase, equipes projetam seus objetivos

A Chave Ouro do Campeonato Paranaense de Futsal está na reta final da primeira fase, restando três rodadas para serem definidas as 10 equipes que seguirão na competição e como será a composição dos grupos (A e B) na segunda fase. Com os resultados do último final de semana, sete equipes já garantiram a classificação matemática: Poker/Guarapuava/Óleo Leve, Muffatão/Cascavel, Umuarama Futsal, Cresol/Marreco Futsal, Notável/Ampére Futsal, Keima/Operário e Copagril/Marechal Cândido Rondon. Além destes, o time do Ciagym Maringá (14 pontos) está praticamente garantido (precisando de mais um ponto em três jogos).

Desta forma, restam apenas duas vagas para serem disputadas entre as equipes do Foz Cataratas, São Lucas e Campo Mourão. Clevelândia e ACF ainda têm chances matemáticas, mas, nesta altura, reverter a situação atual é muito difícil. Para se classificar, a AEC, de Clevelândia (que soma apenas um ponto), precisaria vencer Guarapuava, Campo Mourão e ACF e ainda torcer para que São Lucas e Campo Mourão não cheguem a 10 pontos. Já a ACF (que inão pontuou) teria que vencer Copagril, Cascavel, Marreco e Clevelândia e também torcer por tropeços de seus concorrentes.

Entre os candidatos 'reais' às últimas vagas, o Foz, com 10 pontos, é que menos tem jogos à cumprir (apenas dois). Os adversários serão Guarapuava (fora de casa) e Campo Mourão (em casa), em um confronto direto pela classificação, na última rodada. O São Lucas, que soma oito, encara o Keima (fora), o Ampére (em casa) e o Marreco (fora). E o Campo Mourão, com sete pontos ganhos, terá compromissos contra Cascavel (fora), Clevelândia (em casa) e Foz Cataratas (fora).

Briga pelo título

Todas as equipes que já estão classificadas têm chances de conquistar o Troféu Jorge Kudri, título simbólico que é conferido à melhor equipe da primeira fase (o campeão também leva a vantagem de sempre decidir em casa as fases de play-offs). No entanto, três times despontam com chances maiores que seus rivais: Guarapuava, Cascavel e Copagril, que podem chegar à casa dos 30 pontos até o fechamento da fase.

O Guarapuava (22 pontos) se beneficiou da vitória do último final de semana sobre o Cascavel (6x1) e agora só depende de si para terminar em primeiro. Mas, para isso, o time guarapuavano terá que superar o trauma de vencer a Copagril. Coisa que não acontece deste o ano de 2009. A sequência do Poker terá Clevelândia (fora), Copagril (fora) e Foz Cataratas (em casa).

O Cascavel (21 pontos), apesar de ter perdido no último final de semana, terá uma sequência relativamente fácil, com boas chances de terminar em primeiro lugar. Isso porque as três partidas da Serpente serão disputadas na cidade de Cascavel, o que pode contribuir para que a equipe busque aproveitamento total nesta reta final. A sequência terá Campo Mourão (no ginásio da Neva), ACF (no ginásio São Cristóvão) e Ciagym Maringá (Neva).

Já Copagril (15 pontos) é a equipe que menos jogou na competição (sete vezes) e, por isso, pode chegar ao topo da classificação, desde que aproveite muito bem os jogos que lhe restam. Além disso, não se sabe, ao certo, como a equipe rondonense irá se comportar, agora que trocou seu técnico (Marquinhos Xavier foi para a ACBF-RS e PC de Olivera foi contratado para seu lugar). A sequência da Copagril será a seguinte: ACF (casa), Umuarama (fora), Guarapuava (casa), Keima/Operário (casa) e Ampére (fora).



(Clique Esporte)