10 dezembro 2014

Copa Colônia: com autoridade, Metalúrgica Raimundi goleia Santa Helena e é campeã

A Metalúrgica Raimundi é a grande campeã da Copa Colônia/Jaclani Esportes/Rádio Grande Lago de Futsal. A equipe de São Miguel do Iguaçu goleou, com autoridade, a seleção santa-helenense, por 4x0 e levantou o caneco, recheado com uma gorda premiação de R$ 7 mil. Nem mesmo um Ginásio Alcindo Terol lotado fez com que a equipe se intimidasse, e quem gritou mais alto foram os torcedores visitantes, que vieram em bom número prestigiar a final.

A noite era mesmo da equipe de São Miguel do Iguaçu. A Metalúrgica Raimundi levou tudo. Além do título a equipe foi premiada com o artilheiro, que foi Thiago, anotando 6 gols, goleiro menos vazado, sendo Maycon que sofreu 7 gols durante a competição e ainda teve o melhor técnico, que foi escolhido João Raimundi. Goleador e arqueiro levaram, além de troféu, uma quantia de R$ 500.


O jogo

A Metalúrgica Raimundi começou o confronto com Santa Helena em cima. Arriscava mais e era mais perigosa quando ia para o ataque. E logo no inicio marcou o primeiro gol. Gean aproveitou uma bobeira da defesa santa-helenense e chutou no canto de Maicon, 1x0. Santa Helena foi para cima e na sequência respondeu com Fritz. Neguinho roubou a bola do defensor e chutou para o gol, Maycon defendeu e na sobre Fritz emendou por cima do arco. O pivô santa-helenense assustou novamente. Em uma jogada ensaiada de falta, Marciano rolou para Fritz, que de primeira, chutou rente a trave, tirando suspiros da torcida.

Em desvantagem, Santa Helena subiu com a marcação e sufocava a Raimundi em seu campo defensivo. O herói da semifinal, Tido foi colocado em quadra e entrou com todo o gás. Em sua primeira oportunidade, o pivô já emendou de um pouco pra frente do meio da quadra, passando perto do arco. E era nos chutes de longe que Santa Helena conseguia passar pêra ferrenha marcação da Metalúrgica Raimundi.

Andrei Draguetti não encontrava solução para tentar o empate, foi quando colocou o rápido ala Fernandinho. Ele já havia feito uma grande partida na semifinal, e começou infernizando a defesa adversária. Na sua primeira aparição, Fernandinho pedalou e deixou o marcador caído, na sequência bateu para o meio da área e a bola foi cortada. Na segunda jogada, passou entre dois marcadores, com um lindo corte, levando um rapa nas pernas, gerando a 5ª falta da equipe de São Miguel do Iguaçu.

Santa Helena estava em cima, mas a bola cismava em não entrar. Tido apareceu novamente. O pivô chutou forte e Maycon fez grande defesa. A equipe de São Miguel do Iguaçu pouco chegava, mas quando vinha era perigo. Maycon lançou uma bola com os pés para o atacante Thiago. O goleiro santa-helenense saiu nela e Thiago se atirou e triscou com o pé na bola, tirando qualquer chance de defesa do arqueiro Maicon. A redonda passou raspando a trave. A reta final do primeiro tempo foi lá e cá, com pressão para os dois lados.

Na etapa final, a Metalúrgica Raimundi assustou primeiro. Gean apareceu livre e chutou, para boa defesa do goleiro Maicon. Na sequência da jogada, Santa Helena perdeu a melhor oportunidade da noite para empatar. Marciano roubou a bola e saiu 3 santa-helenenses contra 1 de São Miguel do Iguaçu mais o goleiro. Marciano tentou resolver sozinho e chutou forte, a bola passou perto da trave.

A Raimundi respondeu com o camisa 10 Alemão. O ala chutou forte da esquerda e carimbou o travessão de Maicon. Em seguida o segundo gol da equipe de São Miguel aconteceu. Luan aproveitou novo vacilo da defesa de Santa Helena, e aumentou a vantagem, 2x0. O terceiro gol quase aconteceu em nova falha. O goleiro Maicon saiu como goleiro linha e do meio da quadra arriscou, a bola saiu torta e caiu no pé de Alemão, que da sua área mandou para o gol aberto. Maicon, na recuperação, se espichou todo e conseguiu evitar o terceiro gol.

Santa Helena foi para cima, mas com a troca de passes, não conseguia furar a excelente marcação adversária. A Metalúrgica Raimundi chegou novamente e se não fosse o goleiro Maicon fazer linda defesa com o pé, mais um gol aconteceria. A equipe de Andrei Draguetti foi para o tudo ou nada com o goleiro linha. Logo na primeira jogada, a bola foi perdida e Luan marcou mais um, chutando da sua quadra, 3x0.

Os santa-helenenses seguiam com o goleiro linha, mas a bola sequer chegava no arqueiro da equipe de São Miguel do Iguaçu. Nos contra golpes, a Raimundi assustava. Gean perdeu um cara a cara com Maicon. Santa Helena teve a chance de marcar o gol de honra, em um pênalti anotado em cima de Fernandinho. Tido chutou forte, mas a noite era mesmo da Metalúrgica Raimundi, e Maycon defendeu.

Restando poucos minutos, os gritos de ‘é campeão’ começaram a ecoar no Alcindo Terol. Até mesmo os atletas entraram na onde e em um pedido de tempo, comemoraram o título, pensado que a partida tivesse acabado. Nos últimos segundos, a Metalúrgica Raimundi ainda fechou a conta, marcando o quarto gol e dando números finais à partida. Santa Helena 0x4 Metalúrgica Raimundi.

Como comemoração, dentro da quadra mesmo, a equipe de São Miguel do Iguaçu usou o tradicional banho de gelo entre os jogadores. Com o piso da quadra molhado, os atletas davam os famosos 'peixinhos'. Além disso, tambores e pandeiros ditavam o ritmo da comemoração.




























































































0 comentários:

Postar um comentário