27 fevereiro 2015

Skatistas pedem melhorias em pista de Santa Helena

A Associação de Skatistas de Santa Helena está pedindo que seja reformada a pista de skake, localizada na Praça da Criança. São quatro pedidos, considerados de extrema importância, que são reivindicados. A principal delas é com relação ao chão, que está todo esburacado. Além disso, os esportistas querem também a reforma de alguns obstáculos, a construção de um banheiro e a instalação de iluminação.

Hoje a associação conta com 15 integrantes, mas segundo um dos líderes do grupo, Geovanni Baratieri, há muitos outros adeptos ao esporte em Santa Helena. Baratieri destacou ainda que o espaço para andar de skate nunca foi reformado pelo poder público. Há alguns anos atrás, apenas passou por pinturas, mas não resolveu os problemas existentes.

- Precisamos de uma reforma que deixe a pista andável, ou seja, chão liso já que o atual está todo esburacado. Os obstáculos estão quebrados e a construção de um banheiro também são importantes. E também necessitamos de iluminação, para poder andar durante a noite, que é o horário que alguns praticantes saem do trabalho – reivindicou.

Skatista a 7 anos, Juan Pizapio disse que o chão que há na pista, além de esburacado é muito áspero, o que coloca em risco a integridade física dos adeptos. Juan revelou que os últimos reparos ocorridos, foram feitos pelos próprios skatistas, mas não o problema não foi resolvido. Hoje, para andar de skate, eles utilizam o espaço aberto do pavilhão do Balneário Terra das Águas, que possui o piso ideal e também as ruas da cidade.

- O piso seria para dar maior segurança. A iluminação é para quem deseja andar a noite e diminuiria o número de pessoas mal intencionadas, que vai até a pista praticar atos ilícitos. O banheiro seria fundamental, pois várias vezes nos deparamos com fezes atrás das rampas, além do forte cheiro de urina. Hoje praticamos o esporte as ruas e também no pavilhão do balneário, mas não são locais ideais – disse.

Giovanni e Juan relataram também que a reforma geral da pista vai além dos skatistas de Santa Helena. Com a associação, ambos pensam em ampliar a modalidade e promover competições regionais e até aulas gratuitas de como andar de skate. Conforme Giovanne, a aplicação dos projetos depende das melhorias na pista. Ele disse ainda que a modalidade nunca foi valorizada em Santa Helena.

- Se a reforma acontecer temos em mente alguns trabalhos que podemos realizar como campeonatos, por exemplo, dentre outras atividades que contribuem para o bem estar nosso e de outras pessoas. Quando a pista foi construída havia gente ensinando a prática do esporte – afirmou. As únicas pessoas que valorizam o esporte em Santa Helena são os próprios skatistas. Não há valorização necessária para difundir a modalidade na cidade. Falta incentivo – lamentou. 














0 comentários:

Postar um comentário