05 maio 2015

Santa Helena: São Miguelzinho fomenta integração através do esporte

O Ginásio de São Miguelzinho em conjunto com a Escola Municipal Aloízio de Azevedo e a Escola do Campo São Miguel realizam atividades de integração da comunidade uma vez por mês, num sábado, do qual,chamam de quadrangulares. No mês de março aconteceu um quadrangular de futsal, no mês de abril houve o quadrangular de voleibol misto. Após as competições é realizado um jantar de confraternização sendo que o lucro é revertido para as escolas da comunidade.

De acordo com o coordenador e técnico no Ginásio de São Miguelzinho, Carlos Sérgio Foletto (Catatau), essas ações só estão sendo possíveis devido às condições que o município deu a comunidade como a melhoria do Ginásio de Esportes.  “A ideia é movimentar a comunidade e fazer com que o pessoal pratique atividades físicas e de recreação. Quem não joga futsal ou voleibol, joga tênis de mesa ou baralho. O ginásio está sempre cheio”, informa o técnico.

Após a reforma do Ginásio de São Miguelzinho feito pela atual Administração Municipal a comunidade está colhendo frutos como a equipe do feminino B de futsal que ficou campeã da fase municipal dos Jogos Escolares e agora disputa a Fase Regional.  “O principal é envolver os moradores da comunidade e também grupos de fora que vem competir. Foram dez anos sem o Ginásio e a comunidade não participava de competições. Com a reforma, já alcançamos grandes conquista”, avalia o técnico.

Para o mês de maio será aberta as inscrições para o quadrangular de canastra masculino e feminino.
O Secretário de Esportes e Lazer de Santa Helena, Marco Damke, reforça a importância de proporcionar momentos de integração através do esporte no município. “O Ginásio estava parado, e a gestão municipal viu a importância desse local esportivo para a comunidade de São Miguelzinho. Ficamos felizes que uma escola pequena do interior seja campeã dos jogos Escolares Fase Municipal. Sem contar a integração da comunidade com os intercâmbios esportivos envolvendo outras comunidades”, avalia o secretário.

 















(Assessoria)

0 comentários:

Postar um comentário