31 agosto 2014

Liga Futsal: Na raça, Guarapuava busca empate em Carlos Barbosa-RS

Jogando neste sábado (dia 30) pela Liga Futsal, a equipe do Poker/Guarapuava Garden Shopping/Óleo Leve empatou em 3x3 com a Associação Carlos Barbosa Futsal, na cidade de Carlos Barbosa-RS. Com o resultado, a equipe guarapuavana chegou a 15 pontos em 11 jogos disputados, ainda sem vencer jogando fora de casa. A equipe permanece no Rio Grande do Sul neste final de semana para encarar a Assoeva, na cidade de Venâncio Aires, na próxima segunda-feira (dia 1º de setemrbro).

Reclamações com a arbitragem

O primeiro tempo foi marcado por uma atuação rigorosa da arbitragem de Sandro Stein Brechane e Leandro Sérgio Francheschi, ambos do Rio Grande do Sul. Aos seis minutos do primeiro tempo, Deivão foi expulso e, com um jogador a menos, a equipe de Guarapuava quase suportou os dois minutos de punição. Mas, justamente quando André Maluko estava entrando para compor a equipe, Daniel acertou um chute forte e abriu o placar para o time de Carlos Barbosa.

A equipe guarapuavana sentiu o gol e passou a reclamar muito da arbitragem, levando vários cartões amarelos. O supervisor técnico, Liberato, foi excluído do jogo, por reclamação. Aos poucos, a equipe foi se ajustando emocionalmente e passando a jogar de igual para igual com a ACBF.

Aos 18 minutos, Carlos Barbosa teve grande chance de ampliar, com Zico que acertou uma bola na trave. Na jogada seguinte, foi o Guarapuava que marcou, com Bruno Petry, acertando um chute cruzado que o goleiro aceitou: 1x1.

Vacilo

Quando parecia que os guarapuavanos iriam equilibrar o jogo, a ACBF chegou ao segundo gol. Depois de um erro de marcação, Zico deixou Venâncio livre para deixar os gaúchos na frente, a 19 segundos do final do primeiro tempo.

Na segunda etapa, Guarapuava voltou do intervalo tentando reagir. Em cobrança de falta, Jamur acertou a trave. Mas aos 24'57" Sinoê fez grande jogada individual e ampliou a vantagem para 3x1, deixando a equipe paranaense em uma situação muito difícil.

Reação e final emocionante

Com o revés, o Poker foi para cima, tentando diminuir o placar, mas a falta de pontaria no ataque mantinha a vantagem gaúcha, até que, aos 34'37", Jamur converteu tiro-livre, recolocando a equipe de Guarapuava no jogo.

No final, Danilo Baron entrou como goleiro-linha e jogo ficou ainda mais emocionante. A equipe guarapuavana foi para cima e, um minuto depois do gol de Jamur, Bruno Petry deu um toquinho por cima, encobrindo o goleiro e empatando o jogo em 3x3.

O jogo seguia indefinido, com as duas equipes buscando a vitória: André Maluko acertou a trave e por muito pouco não virou a partida. Na sequência, Daniel teve grande chance, mas Ale Falcone fez grande defesa. As duas equipes foram para o goleiro-linha e Alê Falcone teve a chance da virada, com o gol vazio, mas a bola foi para fora e o jogo terminou mesmo empatado em 3x3.

Equipe segue desfalcada

Ao todo a equipe de Guarapuava levou sete cartões na partida em Carlos Barbosa, seis amarelos e um vermelho. Com isso, Deivão, que foi expulso, e Diego Fávero, que levou o terceiro amarelo, ficam de fora do jogo contra a Assoeva. Por outro lado, retornam os fixos Vitor e PH, que já cumpriram suas suspensões. As outras baixas, no time do técnico Baiano são o goleiro Danilo, os alas Adeírton e Giovanni e o pivô Marquinhos, todos se recuperando de lesões.



(Clique Esporte)

0 comments:

Postar um comentário