13 outubro 2014

Chave Ouro: Foz Cataratas e Marreco medem forças a partir desta segunda-feira

Com trajetórias parecidas, as equipes do Foz Cataratas Futsal e do Cresol/Marreco Futsal começam a decidir um dos play-offs das Quartas-de-Final da Chave Ouro nesta segunda-feira, dia 13, às 20h30, no ginásio Costa Cavalcanti, na cidade de Foz do Iguaçu (extremo oste do Paraná). A partida de volta está marcada para o dia 18, em Francisco Beltrão.

Os dois clubes disputam a Chave Ouro do Campeonato Paranaense de Futsal a pouco tempo (Marreco ingressou em 2010 e o Foz em 2012). Mesmo com uma trajetória curta, ambos já têm resultados expressivos, mas buscam afirmação para chegar nas fases mais decisivas da principal competição do estado.

As histórias das duas equipes também são parecidas. Ambos representam cidades que tinham outros times na Chave Ouro. Em Foz do Iguaçu, por exemplo, o Foz Cataratas (antiga Unipa) ocupa o espaço deixado pela lendária equipe do Foz Futsal, que conseguiu três títulos estaduais. Da mesma forma o Marreco, vem ocupando o espaço deixando pelo Francisco Beltrão Futsal, com um desempenho muito bom, que já supera o antigo representante do município.

O Foz Cataratas se destaca bastante nas categorias de base, tanto que é o atual Tricampeão Paranaense sub-20, com uma base que tem sido aproveitada constantemente na equipe adulta. Já o Marreco, tem como maiores conquistas os títulos dos Jogos Abertos do Paraná e do Troféu Jorge Kudri, ambos em 2011, quando a equipe era comandada pelo técnico Nelsinho Bavier. O prestígio fez com que o treinador retornasse no segundo semestre de 2014, ocupando a vaga de Fabinho Gomes que, mesmo com uma boa campanha na primeira fase do estadual, foi dispensado pela diretoria beltronense.

Neste ponto, as histórias de Foz Cataratas e Marreco se encontraram de forma interessante. Depois da saída do técnico Roberto Nunes da equipe iguaçuense, no começo do mês de agosto, Fabinho foi contratado. Logo no início do trabalho, os bons resultados começaram a aparecer: a equipe garantiu a classificação aos play-offs e chegou ao vice-campeonato nos Jogos Abertos do Paraná. Nos JAP's, inclusive, Gomes teve duas vitórias justamente sobre sua ex-equipe, sendo uma na disputa das semifinais do torneio.

Agora o técnico se reencontra com seu ex-clube em outra competição, com o objetivo de repetir o feito dos Jogos Abertos. O Marreco, por outro lado, busca um bom resultado para levar, com maior tranquilidade, a decisão para Francisco Beltrão.

Esta rivalidade, que começou a se formar recentemente, tem tudo para render duelos interessantes entre os dois clubes que vêm crescendo ano a ano e lutando para chegar às decisões na Chave Ouro. A partir desta segunda-feira, cada detalhe poderá definir quem será um dos semifinalistas do estadual.



(Clique Esporte)

0 comments:

Postar um comentário