16 agosto 2013

Bomba: Possível irregularidade do Keima abre brecha para reviravolta na Chave Ouro

A transferência do jogador Edigleuson (ex-Cascavel) do Iberia Star, da Georgia, para o Keima, de Ponta Grossa, ocorrida no mês de abril, pode causar uma reviravolta no Campeonato Paranaense de Futsal Chave Ouro 2013. A constatação é de que o atleta foi utilizado de forma irregular pelo Keima em três jogos do estadual, o que teria motivado uma denúncia ao TJD (Tribunal de Justiça Desportiva). A FPFS (Federação Paranaense de Futsal) afirmou que não foi comunicada sobre o caso.

Edigleuson estreou no Keima em 24 de abril, contra o Guarapuava. Depois, jogou contra o Marreco, dia 11 de maio, e contra o Copagril, no dia 14. Porém, a transferência do atleta só foi oficializada no boletim da CBFS (Confederação Brasileira de Futebol de Salão) do dia 22 de julho. O regulamento da Federação Paranaense diz que o jogador só pode entrar em quadra pelo novo clube 72 horas após essa oficialização.

Se confirmada, a irregularidade pode motivar a perda de seis pontos do Keima. Três seriam somados para o Poker Agrária Guarapuava, que foi derrotado para os ponta-grossenses na primeira fase. A diretoria do CAD ainda não informou se irá recorrer para tentar os pontos – e uma virtual paralisação do Paranaense.

Caso consiga reverter na Justiça Desportiva o resultado do jogo contra o Keima, o CAD teria pontuação suficiente para se classificar à segunda fase do estadual. O eliminado para o Triangular da Morte seria o Quedas do Iguaçu, que ficou em 12º lugar na etapa classificatória.



Texto: Douglas Belan