02 agosto 2013

Sub-21: Cavalo paraguaio, Água Verde começa bem, se perde e entra na ultima rodada desclassificado

Tinha tudo para ser um ano diferente para Água Verde. Desclassificações precoces faziam parte da rotina do clube. Mas 2013 seria diferente, porém não.

Os primeiros jogos da equipe deixaram o torcedor esperançoso no Estádio Guilherme Menegari, não só pelos resultados, mas principalmente pelo bom futebol apresentado.

Contra as consideradas três melhores equipe do municipal de campo 2013, o Nacional, Incas e Real, foram 6 pontos conquistados e a expectativa de classificação crescia junto com o rendimento da equipe, mas foi ai que tudo desandou.

Na quarta rodada, Incas recebia o Nacional e o Água Verde o Celeste, ultimo colocado do campeonato, uma vitória do clube de Sub-Sede poderia levar o clube de Moreninha à liderança caso vencesse seu jogo.

Gabriel derrubou o atual campeão no Estádio Beira Lago, e o Celeste deu inicio a queda Alvi-verde. Alencar abriu o marcador para os visitantes no inicio do jogo, Vera e Gabriel Noro fecharam o placar no fim do segundo tempo: um sonoro 3x0 de um time jovem, porém muito organizado, em cima de um Água Verde totalmente indisciplinado.

Indisciplina que, por sinal, foi um dos fatores determinantes da derrocada Verde e Branco: dos seis jogos até aqui, só contra São Clemente ninguém foi pro chuveiro mais cedo, contabilizando quatro vermelhos contra Nacional, Incas, Real e São Luis e mais quatro na emblemática derrota para o Celeste. 

Entretanto, deve ser ressaltado que, em nenhum momento, a comissão técnica encabeçada pelo técnico Dody Capelari estimulou a violência, sempre reprovando as atitudes dos atletas punidos.

Com isso, o que tinha tudo para ser um ano bom se transformou numa tragédia. Mas, nada como um ano após o outro. Ano que vem a diretoria promete manter a base e buscar alguns reforços para tentar acabar com a sina de eliminações e fazer o time beliscar uma vaga nas semifinais do Amadorzão 2014.