01 agosto 2013

Sub-21: Em má fase, artilheiro em 2012 vive seca de gols

Um atacante vive de gols. É assim em todas as equipes do Brasil e do mundo. Se um atacante não faz gols, logo é questionado sobre sua eficiência. É o caso do atacante do Nacional de Sub-Sede, Luis Guilherme, o Piu Piu. Gols faziam parte de seu repertorio, em 2012 ficou com a artilharia da competição, depois de dois vices, em 2010 e 2011.

O fato é que todos pensavam que a maré de azar iria passar após os Jogos Abertos do Paraná em Palotina, onde representando Santa Helena, Luis Guilherme desandou a fazer gols. Neste ano, o atacante do Nacional não vem mostrando a mesma eficiência em balançar as redes adversárias. Até o momento, marcou apenas um gol, de pênalti contra o São Luis na 4º rodada, sofrido e batido por ele. Após este jogo, já somam 270 minutos na seca, sem contar os jogos da categoria Livre, onde Luis também atua.

As tantas chances claras de gols perdidas aliadas aos boatos de que as noitadas estariam prejudicando o atacante pesam e muitos estão até mesmo questionando a titularidade de Piu Piu no ataque do Nacional.

“Não importa quem faz os gols, enquanto a minha equipe continuar vencendo está de bom tamanho pra mim, fazendo ou não os gols, o importante é que a  equipe vença, não importa a artilharia, o importante mesmo é ser campeão, mais se os gols vierem melhor”, afirmou Luis Guilherme.

Neste domingo, Piu Piu terá nova chance para acabar com o jejum que já dura três partidas. O jogo será em Sub-Sede, contra o Celeste, as 13h45.

"Uma hora vai sair, mas um importante é que a
equipe está vencendo seus jogos", afirma Piu Piu.