08 agosto 2013

Sub-21: Incas tem histórico favorável contra Nacional

O histórico de confrontos de 2010 para cá entre Incas e Nacional pesa e muito para o clube do lago. No total são 7 vitórias para o Incas contra 3 do Nacional e  ainda 2 empates.

Nos próximos dois domingos, mais dois embates estão programados pelas semifinais e o Incas mais uma vez vem forte. A base da equipe é mesma desde 2010, quando conquistou o título da competição.

Também em 2010, o Incas, em todos os confrontos contra o Nacional, meteu goleada. De lá pra cá, a equipe azul e branca vem sendo figurinha carimbada na grande final da competição. Em 2010 e 2012 conquistou o título e em 2011 perdeu nas penalidades máximas.

2010 – 4 vitórias em 4 jogos
2011 – 1 vitória, 1 empate e 2 derrotas em 4 jogos
2012 – 2 vitórias e 1 empate em 3 jogos
2013 – 1 derrota em 1 jogo

Três peças são fundamentais para o Incas. O meio campo formado por Passoca, Zini e Gauchinho vem jogando juntos desde 2010 e o entrosamento, somando ainda com o poder de marcação e vigor físico de Nenê tem tudo para dar certo no domingo contra o Nacional.

Para o goleiro e capitão da equipe do Incas João Osório, que também atua na equipe desde 2010, a base que foi mantida é o fator principal do sucesso do Incas. “Nosso time nesses últimos anos, manteve a base, mudando poucas peças nesses anos. A maior mudança veio neste ano onde perdemos atletas importantes pelo fato de não terem mais idade pra jogar e um exemplo disso é nosso ataque, perdemos todos os jogadores de frente. Até agora não conseguimos firmar um atacante, dando trabalho pro professor Dade escalar a equipe”, afirma.

Neste ano, apesar de ser favorável, o histórico não influenciará no resultado das partidas contra o Nacional. “Nesse ano, pelo futebol que apresentamos não somos o favoritos. O Nacional tem todo o favoritismo, até porque joga uma partida em casa e classificou em primeiro na fase de grupos. Agora é esperar e ver se eles (Nacional) conseguem mostrar dentro de campo esse favoritismo”, finaliza o arqueiro.