09 agosto 2013

Sub-21: São Clemente é a equipe a ser batida neste municipal

O São Clemente é a equipe a ser batida neste Campeonato Municipal de Futebol de Campo 2013. Sem perder nenhuma partida para as outras três equipes que também se classificaram para as semi-finais, os atletas clementinos estão com grande confiança no título do municipal de campo neste ano.

Está é a terceira participação do São Clemente no amador Sub-21. Em 2011, a equipe dirigida pelo estão técnico Sartori ficou com a terceira colocação e ano passado perdeu a grande final para o Incas.

Os atletas estão confiantes no título neste ano. Para o arqueiro Carlos Palm (Bode) em todos os jogos do municipal o São Clemente foi superior nas partidas. “Jogamos melhor, mas às vezes não conseguimos a vitória contras as outras equipes também classificadas e talvez por medo dos adversários isso não foi colocado em nenhuma reportagem”, afirmou o goleiro, criticando o descaso da imprensa sobre o clube pra lá na pedreira.

Desde 2011 São Clemente vem se classificando para as semifinais. Este ano a equipe vem com tudo novamente em busca do título da competição. “Com o empate contra o São Luis no campo deles pela primeira fase, temos grandes chances de sairmos vitoriosos nos jogos que serão em Vila Celeste e São Roque”, disse o atleta do São Clemente, Rafael Joner, otimista em relação aos jogos contra o São Luis.

Artilheiro do São Clemente na competição, Marcos Gross acredita que será o goleador da competição. Com 5 gols, Gross está atrás de Gabriel (Nacional) e Vera (Celeste) ambos com 6 seis gols. “Acredito na artilharia do campeonato, nosso time é ofensivo e com isso terei muitas mais oportunidades de marcar", afirmou o avante.

O São Clemente também conta com a habilidade do meio campista Lucas Back, que bem fisicamente, aplicando nos jogos com grandes jogadas e gols. O camisa 10, que ano passado, não jogou as semifinais e nas finais começou no banco por conta de uma contusão, esse ano vem com tudo para a etapa final do campeonato deixando o time ainda mais forte.

A vontade da equipe de vencer e marcar seu nome na história do município é tanta que podemos ver nos seguintes comentários feitos pelos jogadores. “Agora vou virar o diabo, ai quero ver o que eles vão dizer. Até a sobra vou pegar, nem vou sair de casa sábado de noite”, comentou Bode com muita garra.

Outro relato foi do zagueiro Mano, que quebrou o nariz no jogo contra o Água Verde e ficou duas partidas fora: “Eu quero voltar domingo, e tanto faz a posição que eu jogar, mas o cara que eu marcar ta ferrado”, neste comentário podemos sentir a intensidade e força de vontade desse time.

Com essa afirmação os adversários podem se preocupar, pois o time de São Clemente vem completo e joga muito melhor quando seus jogadores não amanhecem nas baladas.



(Com informações de Carlos Palm, o Bode)