17 dezembro 2013

Estupraram a lusa

Analisei todos os acontecimentos envolvendo a Portuguesa, Fluminense e STJD e pude chegar a uma conclusão: estupraram a lusa. As palavras não são minhas, são de um dos maiores comentaria esportivo do Brasil, Milton Neves, mas essa foi a resposta para as minhas perguntas.

Na última sexta-feira, participei em Cascavel do II Apaexonados por Futebol e lá esteve presente Milton Neves. Tive o prazer de conversar com ele por alguns segundos e em uma de suas falas foi categórico, mas sem perder seu estilo irreverente de comentar “a lusa estava sendo estuprada”. Milton Neves ainda cobrou alguma solução por parte do Bom Senso FC.

 Por incrível que pareça é isso mesmo que está acontecendo no futebol brasileiro. Pais de Copa do Mundo em 2014 tendo que terminar campeonato nacional na justiça desportiva é uma vergonha. O Fluminense já subiu no tapetão e novamente, nesse imundo sistema ressuscitou da serie B.

Foi como chegar seu visinho em sua casa, apontar uma arma para sua cabeça e te roubar sem você ter a mínima chance de defesa, e olha que foi seu visinho daqueles que morou ao lado de sua casa por muitos anos. Ele te roubou.

Isento a lusa de toda a culpa.  Minha teoria da inocência da Portuguesa pode não ser correta, mas não foge da realidade, leia com atenção.

Os resultados da última rodada estavam previstos. Vitória do Flu, derrota do Vasco e empate da Lusa. Isso aconteceria. Era visto. Quem acompanha o futebol sabe e conhece, mas percebam onde acertou o tiro ou uma punhalada pelas costas.

Héverton seria julgado dias antes da partida contra o Grêmio e nestes dias o dedo dos fortes do futebol apontou. Acordaram-se com e mentiram aos dirigentes da equipe paulista sobre a pena real de Héverton. Assim, com os resultados previstos e com o regulamento em baixo do braço, seria preciso somente uma ação para rebaixar a Portuguesa e livrar o Fluminense da degola.

Cheguei a essa conclusão pelo seguinte. Não tem, mas não tem explicação, um clube de serie A do Brasileirão, com uma bela história no futebol cometer um erro grotesco, infantil, juvenil desses. Escalar jogador suspenso é como dar um tiro na própria cabeça. É impossível no futebol moderno e com tantos meios de comunicação isso acontecer hoje em dia. Não tem explicação, não tem.

Mas fiquem feliz que a história não acaba por aí. A lusa vai recorrer. Vai entrar na justiça comum, que no Brasil é lenta e isso vai se arrastar por pelo menos um ano. Ou pode ser resolvido em uma semana, caso o Fluminense entre com recurso para agilizar a justiça...

Marcos Langaro.

Foto: Globo Esporte
Mosaico Estádio Ajudão Julgamento STJD (Foto: Editoria de Arte)