01 julho 2022

Quatro Pontes vence Entre Rios nos pênaltis e conquista título inédito do Troféu Difusora

 Com o ginásio Laudir Anderle, em Entre Rios do Oeste, completamente lotado, chegou ao fim nesta quinta-feira (30) o Troféu Difusora de Futsal 2022. Pela primeira vez em 44 edições, Quatro Pontes ficou com o título, e a enorme torcida que foi até a casa do adversário pôde soltar o grito de “é campeão” que estava, há muito tempo, entalado na garganta.

No tempo normal, vitória de Entre Rios Futsal/Supermercado Beira Lago sobre Quatro Pontes/Lexxma Corda e Cintas/Grupo Monitor/Ricardo Celulares por 3 a 1, devolvendo o placar do jogo de ida. Logo no começo, Diego roubou a bola de Niltinho e abriu o placar. Aos 10 minutos, Lucas Boquinha recebeu de Diego na direita e chutou cruzado para ampliar e fazer a festa da torcida entrerriense. Como não poderia faltar em uma decisão, ainda na primeira etapa, aos 13 minutos, após uma disputa entre Zanatta e Gabriel na linha de fundo, uma grande confusão envolveu diversos jogadores, sobrando cinco cartões vermelhos para atletas que estavam no banco de reservas no momento: Simão, David e Juliano, de Entre Rios; Lipan e Renan Ferreira, de Quatro Pontes.

Com os ânimos mais calmos, a bola voltou a rolar, e aos 15 minutos Niltinho, que se aventurou ao ataque, aproveitou confusão na área e descontou para Quatro Pontes. Na etapa final os visitantes pressionaram em busca do empate, que lhes daria o título no tempo normal. A melhor chance apareceu aos 12 minutos, quando Rech derrubou Richard na área. Na cobrança do pênalti, Pé de Pano parou no gigante Spada. Já na reta final, Entre Rios garantiu a vitória, com outro gol de Diego, mandando rasteiro do meio da quadra para o gol vazio.

Na disputa das penalidades máximas, muita emoção. Nas duas primeiras cobranças, Quatro Pontes marcou, e Entre Rios desperdiçou. Na sequência, o cenário se inverteu, com o time da casa conseguindo igualar a contagem em 2 a 2. Foi na quinta cobrança, então, que o título foi definido. Lucas Boquinha parou na grande defesa de Niltinho, a segunda dele na disputa. Ficou, então, no pé direito de Richard, a oportunidade, aproveitada, de iniciar a grande festa quatro-pontense, do tamanho de décadas de espera por essa conquista, em pleno Laudir Anderle.

“Estou muito feliz por esse título do Troféu Difusora. Fazer parte do time que levantou o primeiro troféu para Quatro Pontes ficará marcado para sempre. Pude ajudar a equipe nos pênaltis, mas é mérito de todo o grupo que se dedicou muito durante a competição. Agradeço ao Rodrigo e ao Mico pela confiança, agora é só comemorar”, vibrou Niltinho, que recebeu também o troféu de goleiro menos vazado da competição e que foi de vilão a herói na grande final.

Enquanto assistia a festa dos visitantes em “sua casa”, o ala Fernando Zanatta fez questão de valorizar a conquista do adversário. “Claro que a gente queria ficar com o título mais uma vez, mas não deu. Fizemos um bom jogo, fomos melhor no tempo normal e conseguimos a vitória. Nos pênaltis acabamos pecando um pouco e eles foram mais felizes. Parabéns a Quatro Pontes pelo título”, disse o camisa 10.

Fizeram parte do time comandado pelo técnico Rodrigo Ferreira e auxiliar Mico, campeão inédito do Troféu Difusora, os atletas Gabriel, artilheiro do torneio com 12 gols marcados, Niltinho, Pé de Pano, Cabuká, Tio Zé, Richard, Eduardo, Mauro, Kelvin, Michel, Paulo, Lipan, Renan Ferreira, Gian, Renan da Rosa e Lohran.

A 3ª colocação do Troféu Difusora ficou com a Coresul Tintas/ AABB/ Domus Telecom, e na 4ª posição Pato Bragado Futsal.

Foto: O Presente


Fonte: O Presente

0 comments:

Postar um comentário