22 dezembro 2014

Retrospectiva 2014: São Luis, inédito campeão

O site SHEsportes apresenta a partir de hoje (22) uma retrospectiva 2014. Confira e veja o que foi destaque neste ano de 2014. Para iniciar, nesta semana o foco serão os clubes santa-helenenses que participaram do amador. Para iniciar muito bem, o destaque de hoje serão o Clube São Luis.

2014 para o Clube São Luis é para ficar na história. Muitas unhas foram roídas. Muitos corações acelerados pela forte emoção que a equipe luisense proporcionava dentro de campo. Um ano de superação e claro, de título inédito.

O São Luis iniciou o amador buscando reforços jovens. Montou um time com características de campeão: experiência, pegada, superação e uma dose de sorte. Trouxe um dos melhores goleiros do município, Juninho, que juntamente com o experiente lateral Carlinhos, lideravam a equipe dentro de campo. Teve dois zagueiros, um bom nas bolas aéreas, Noal outro, bom por baixo e com excelente técnica, Marciano. Um leão no meio campo Leiterinho e ainda o passe qualificado de Paçoca. No ataque o xodó dos luisenses Gabrielzinho e a cereja do bolo, a maior contratação do amador, atacante Fernandinho. No banco, os jogadores que entravam resolviam. É o caso do meia João Lucas, autor de dois golaços que deram o inédito título ao São Luis. Todos esses atletas encontraram no São Luis uma maneira comum de jogar futebol e levaram à Linha São Luis o primeiro título do amador, e o segundo da história da comunidade.

Durante a competição, o São Luis foi impecável. Comandou o amador durante todas as rodadas e terminou a primeira fase como líder. Era considerada a equipe a ser batida na competição. Na semifinal passou pelo Nacional em dois jogos complicadíssimos. O primeiro em Sub-Sede, o São Luis empatou o duelo nos últimos minutos de jogo. No segundo, o confronto terminou em confusão e o clube grená foi eliminado, dando a vaga na grande final para os luisenses.

Na decisão, um dos melhores duelos dos últimos anos aconteceu. Na primeira partida, em São Roque, o Real venceu de virada. Muitos davam o título para o alvirubro como certo e ignoravam que do outro lado haviam o espírito aguerrido e o líder da primeira fase. E foi o que aconteceu. Foi no segundo jogo da final que todas as características da equipe afloraram e o título veio de forma heróica, com um chutaço de João Lucas no ângulo. A festa dos campeões durou até o amanhecer, inclusive com direto a banho de açude logo pela manhã.

0 comments:

Postar um comentário